Mercado Imobiliário

Na era da mobilidade, imóveis de luxo ganham vez no centro das cidades 28 de maio de 2019

Na era da mobilidade, imóveis de luxo ganham vez no centro das cidades

O centro é aquele bairro conhecido pela praticidade, seja pelo comércio quanto pelos apartamentos compactos. Mas essa região agora ganha novos contornos com lançamentos imobiliários de alto padrão. A Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) mostra um avanço nesse segmento de mais de 27% em 2018 e dados do Sindicato da Habitação, o Secovi, reiteram que o mercado imobiliário de luxo cresce a um ritmo de 20% ao ano.

Se o conceito de um imóvel de luxo já é comumente diferenciado dos demais graças à estrutura da moradia, esse tipo de empreendimento adquire ainda mais exclusividade pela sua posição central. “Nessa localização privilegiada, os apartamentos geralmente ou são mais antigos, ou são lançamentos de studios ou 1 quarto. Se um prédio de alto padrão está num bairro tão tradicional como o centro, o objetivo é surpreender até os clientes mais exigentes com a harmonia entre localização e conforto”, resume o CEO da imobiliária Souza Gomes, Diogo Souza Gomes, em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Juiz de Fora, próxima das capitais mineira e carioca, exemplifica o movimento de forte expansão do setor de luxo do mercado de imóveis para os bairros centrais com foco no bem estar e na comodidade, sem deixar de lado a sustentabilidade e a estética. É o caso do Niva Villela, um lançamento inédito na região com generosos apartamentos de 3 e 4 suítes com uma ampla estrutura de conveniência, que vai da pista de corrida e piscina aquecida na área de lazer, passando pela energia fotovoltaica, geradores e garagens já com tomadas para recarga de carros elétricos.

A volta dos edifícios de luxo para o centro da cidade mostra que as pessoas querem buscar uma vida mais prática, mas ao mesmo tempo com a estrutura de quem morava nos condomínios. “Na verdade, é uma casa dentro do centro da cidade. Você tem todo o luxo e a parte de recreação que as pessoas tinham quando subiram para morar nos condomínios, como piscina e espaço pet, só que com mais conforto e praticidade”, esclarece o arquiteto Guilherme Ferreira, do escritório Skylab.

A decisão de lançar um empreendimento deste porte na localização central leva em conta muito estudo sobre a demanda do mercado. “Assim, foi identificado o desejo de morar em um apartamento confortável e, ao mesmo tempo, de estar ao lado de uma maior concentração de serviços para o dia a dia, além da escola dos filhos, trabalho e conveniências”, completa Gilberto Procópio, diretor da GPS Construções que, além do Niva Villela, vai lançar mais um empreendimento de alto padrão no centro de Juiz de Fora ainda esse ano, com um total de mais de 100 milhões em vendas.

Como a arquitetura no centro da cidade geralmente é mais tradicional, a chegada de um empreendimento de alto padrão transforma o cenário urbano. “No caso do Niva Villela, a mescla de materiais contemporâneos e de elementos atemporais fez nascer o novo no bairro”, destaca o arquiteto.

E muito dessa personalidade expressada pelos empreendimentos de alto padrão são oriundas de inspirações únicas. “Nunca é uma fachada “seca”, é preciso saber da história por trás de cada projeto. Por exemplo, a Niva Villela foi uma artista plástica e sua obra influenciou em cada etapa do processo, como é o caso da plasticidade do concreto aparente”, finaliza Guilherme.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *