Arquitetura e Decoração

A diferenças de 8 Tipos de imóveis residenciais 7 de fevereiro de 2019 | Fonte: Imovelweb

A diferenças de 8 Tipos de imóveis residenciais

Há diversos tipos de propriedades residenciais no Brasil e cada uma delas tem o seu estilo, pensados a fim de atender a uma necessidade especifica. A principal divisão entre as residências para morar – diferente dos empreendimentos comerciais – são: casa ou apartamento.

Na hora de escolher seu imóvel e investir seu dinheiro, é essencial que se conheça todos os tipos de unidades e imóveis para saber qual o tipo de construção que melhor atende às suas necessidades e possibilidades.

Quando falamos de casas, há opções térreas que dispõem de todos os cômodos em um único andar (com ou sem divisões entre os ambientes) e as que distribuem salas de estar e jantar com cozinha em um piso e quartos em outro.

Os apartamentos também possuem divisões de acordo com o seu tamanho e quantidade de cômodos. Mas, no geral, são classificados assim todos os que possuem condomínio e são habitados por famílias em unidades isoladas.

Dentro da divisão de casas e apartamentos, há subdivisões que costumam ser classificadas de acordo com o tipo de construção, detalhes da planta e categoria da propriedade. Separamos 8 tipos de imóveis residenciais e suas diferenças. Confira a seguir e escolha qual o melhor imóvel para você chamar de seu:

 

Casas

1. Casa Geminada
Casas geminadas são propriedades ligadas umas às outras, onde o espaço total do terreno é dividido de forma igual proporcionalmente. Possuem a mesma estrutura visual e dividem o mesmo telhado. Esse tipo de construção é mais comum em condomínios de casas.

2. Sobrado
O termo sobrado classifica toda e qualquer casa caracterizada por dois ou mais andares, sejam elas residenciais ou comerciais.

3. Bangalô
Os bangalôs são casas térreas, de apenas um piso, e que podem ter uma pequena varanda. Esse tipo de construção é bastante comum na América do Norte.

4. Edícula
Edículas são casas pequenas localizadas no fundo de um terreno. Geralmente possuem apenas um dormitório, sala, banheiro e cozinha. Podem também contar com uma garagem e área externa de serviço.

5. Loft
Lofts são casas sem divisórias entre os cômodos e tem inspiração nos galpões e armazéns americanos dos anos 70, na época reformados para servir como moradia a artistas, executivos, profissionais liberais e publicitários. Esse tipo de construção não possui divisões verticais ou horizontais entre os ambientes e é enxergado até hoje como sinônimo de inovação.

 

Apartamentos

6. Apartamento
Os apartamentos são unidades onde vivem uma porção de famílias em residências separadas. Podem conter 1, 2, 3 ou mais dormitórios (com ou sem suíte), banheiro, cozinha e não obrigatoriamente, vagas de garagem. O conjunto de apartamentos forma o prédio que é gerenciado por um síndico, para quem os moradores devem pagar o condomínio. O síndico é responsável pelas reformas, obras e demais despesas, além do pagamento de funcionários que trabalham no prédio fazendo a manutenção das áreas de lazer, se existirem, por exemplo.

7. Kitnet
Kitnets são pequenos apartamentos, chamados atualmente também de studios. Os studios possuem apenas 2 cômodos, um quarto-sala-cozinha e mais um banheiro. Por terem espaço reduzido e pouco amplo, esse tipo de construção tem valor inferior e tem sido uma opção comum nas grandes cidades, onde muitos optam morar para facilitar a ida ao trabalho.

8. Flat
Flats são apartamentos residenciais que dispõem de serviços de comodidade, muitas vezes similares à um hotel. Ainda que sejam parecidos, as taxas são menores e não há formalidades características de um. Os flats podem ser utilizados como moradia ou planejados como investimento para o proprietário.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *